Saiba como realizar monitoramento remoto de energia

O monitoramento e a telemetria de água são assuntos muito abordados aqui no blog G Hidro, mas hoje resolvemos falar sobre outro tipo de monitoramento: energia elétrica.

Tão importante quanto monitorar água é monitorar energia elétrica, afinal, são duas grandezas com muita ligação entre si e fundamentais para o sucesso de qualquer operação.  

Quer saber mais sobre o monitoramento remoto de energia? Confira!

Por que monitorar energia elétrica?

A energia elétrica, juntamente com a água, é um dos custos que mais impactam uma operação. Além disso, o consumo de energia elétrica tem relação com temas cada vez mais debatidos como preservação ambiental e sustentabilidade.

Conhecer a fundo a operação e compreender o consumo de energia é o primeiro passo para uma gestão energética mais eficiente, econômica e principalmente segura. Com esse tipo de controle é possível identificar, por exemplo, energia reativa e assim evitar desperdício e até mesmo multas. Outra possibilidade é a readequação de equipamentos para redução da utilização de energia elétrica.

Diversos tipos de negócios podem se beneficiar com o monitoramento remoto de energia, é o caso de indústrias, hospitais, hotéis, condomínios, entre outros.

Como fazer monitoramento remoto de energia

Agora que você compreendeu a importância do monitoramento remoto de energia deve estar se perguntando como fazer isso.

O monitoramento de energia pode ser realizado por meio de um multimedidor de energia que colhe as informações, envia para uma central de monitoramento que trata os dados e os disponibiliza em uma plataforma online que pode ser acessada por computador, tablet ou aplicativo.

Dessa forma, é possível aferir os seguintes dados: tensão e corrente nas 3 fases, fator de potência, frequência e consumo de energia.

O mais interessante é que o multimedidor pode fazer a medição de qualquer uso de energia: conjunto motobomba de poço (clique aqui para saber mais sobre monitoramento de poços), compressor de ar, consumo geral, entre outros.

Há também uma maneira de monitorar energia que pode gerar impactos positivos na operação: setorização. Um bom exemplo disso é uma indústria que deseja monitorar equipamentos específicos para identificar o consumo de cada um deles, ou seja, o quanto cada setor consome.

Com isso, é possível elaborar estratégias para reduzir o consumo de um setor que está gerando alto custo ou até mesmo reduzir o consumo de outro setor para que no geral a operação trabalhe com maior eficiência energética.

A G Hidro pode te ajudar!

A equipe G Hidro iniciou os trabalhos com soluções tecnológicas de monitoramento focando em água, mas com o passar do tempo entendemos que o monitoramento remoto de energia também é uma necessidade.

Se você ficou interessado no assunto e quer saber mais sobre monitoramento de água e energia, entre em contato com nossa equipe. Além de tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto, podemos agendar uma videochamada para fazer demonstração da nossa solução de monitoramento de energia. Fique tranquilo, para conhecer nosso software não há custos e a demonstração é sem compromisso.

Estamos aguardando seu contato!

Comentar

2 comments on “Monitoramento Remoto de Energia: Por Que e Como Fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *