Como monitorar poços de seus clientes automaticamente

Quem atua na área de recursos hídricos tem percebido que a demanda de monitoramento de poços tem crescido expressivamente. Os motivos desse crescimento são muitos, mas principalmente a adequação às exigências dos órgãos ambientais e a busca por redução de custos na operação.

Levando isso em consideração, temos uma pergunta: sua empresa está preparada para monitorar poços de seus clientes?

O que é monitoramento de poços?

Calma! Nós não estamos falando de poços de monitoramento, estamos falando de monitoramento de poços.

Se você está se perguntando o que é isso, explicamos: monitorar poços é a ação de acompanhar dados importantes do poço artesiano como nível estático e dinâmico, pressão, vazão, volume, entre outras, a depender das informações necessárias ou desejadas.

O monitoramento é uma atitude que visa obter segurança – nesse caso, operacional, eficiência e economia, além disso, é um trabalho que pode impactar positivamente toda a operação.

Por que monitorar poços?

Os motivos para monitorar poços artesianos ou piezométricos são muitos! Como dissemos, os benefícios do monitoramento de poços influenciam a operação como um todo e muitas vezes são responsáveis por grandes mudanças operacionais.

Vamos a um exemplo: uma das principais vantagens de monitorar poços é conhecer mais a fundo a operação. Ou seja, com as informações e dados coletados por meio do monitoramento é possível entender o desempenho do poço e definir o que pode ser feito para otimizar a operação.

Para que você compreenda melhor, vamos citar uma situação que aconteceu com um dos usuários da nossa plataforma de monitoramento de água e energia, o Hidroview.

O revendedor G Hidro que atende esse cliente notou, 60 dias após a instalação da central de monitoramento Hidrohub e o funcionamento do sistema Hidroview, que no momento da partida da bomba a vazão era de 7,2 m3/h e alguns minutos depois estabilizava próximo de 1,5 m3/h.

Depois da devida análise dos dados foi definido que o ideal era realizar um teste já que o monitoramento 24 horas permitia a abertura total do registro para simular um teste de vazão máxima de 24 horas e verificar os dados de nível estático e dinâmico.

Com as informações aferidas, foi constatado que não haviam motivos técnicos para o poço estar regulado no registro para uma vazão de 1,5 m3/h. Ao tentar entender a situação, nosso parceiro soube que na outorga de direito de uso o volume máximo a ser bombeado era de 30 m3/dia e o tempo máximo de operação era 20 horas/dia. Sendo assim, o usuário havia instalado um temporizador e regulado o poço para permanecer ligado no máximo 20 horas/dia, assim se sentiam seguros em relação a outorga de direito de uso.

As informações obtidas por meio do monitoramento permitiram readequar a operação e reduzir o número de horas trabalhadas de 13,3h para 3,2h, o que significou uma redução de 75,9% de horas trabalhadas!

Esse é apenas um caso em que monitorar poços automaticamente gerou um grande resultado, mas poderíamos ficar horas e horas aqui citando outras situações em que o monitoramento de poços impactou positivamente nossos usuários, tanto operacionalmente quanto financeiramente.

Mais alguns motivos para monitorar poços de forma automática:

  • Aferição precisa e confiável: automatizar processos gera maior confiança e precisão já que a tecnologia se torna cada vez mais aliada na gestão operacional;
  • Informações em tempo real: ter acesso a dados importantes do poço em tempo real permite a ação imediata em situações incomuns e planejamento de manutenções corretivas ou até mesmo preventivas;
  • Gerenciamento remoto: possibilidade de gerenciar remotamente a operação e, com isso, otimizar os resultados.
Como monitorar poços de forma automática, automação de poços, monitoramento de água
Seus clientes terão que se adequar às exigências dos órgãos ambientais e realizar o monitoramento de poços. Como você pode auxilá-los nessa tarefa?

Como monitorar poços artesianos?

Agora que você já sabe a utilidade do monitoramento de poços artesianos e piezométricos, deve estar se perguntando como realizar o monitoramento, não é mesmo?

Aqui na G Hidro, nós trabalhamos incansavelmente para aprimorar cada vez mais nossa solução de monitoramento de recursos hídricos. Com isso, oferecemos tecnologia de ponta para que você proporcione a seus clientes (usuários de recursos hídricos: indústrias, hotéis, hospitais, fazendas etc) o melhor que há em controle e monitoramento de poços.

Por isso, desenvolvemos o Hidrohub, central de monitoramento que trabalha em conjunto com o Hidroview, plataforma online.

No Hidrohub são conectados sensores que captam as informações desejadas, como por exemplo, sensor de nível. Os sensores comunicam as leituras realizadas, o Hidrohub recebe as informações e reporta para a plataforma Hidroview e esses dados podem ser acessados a qualquer momento e de qualquer lugar, bastando ter acesso à internet.

Para maior segurança de todos os envolvidos, os dados são armazenados em nuvem e podem ser acessados durante 2 anos.

Um dos principais pontos do Hidroview é que podem ser gerados relatórios automáticos ou customizáveis, de acordo com a necessidade. Isso significa que não é preciso mais lidar com planilhas e anotações, basta clicar em um botão e os relatórios estão prontos!

Ficou com alguma dúvida sobre como monitorar poços de forma automática? Agende uma demonstração clicando aqui.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *