Telemetria de água e monitoramento remoto de recursos hídricos

A tecnologia já se tornou uma aliada nos processos de gestão de um negócio. No ramo de recursos hídricos, podemos citar a telemetria de água como resultado da fusão dessas duas áreas.

A gestão apoiada em dados é cada vez mais uma realidade dentro das empresas. Com isso, é possível ter contato com uma infinidade de dados que possibilita ações mais estratégicas e inovadoras. Por esse motivo, é fundamental entender a importância e quais os benefícios de estar inserido nesse contexto.

Por isso, é fundamental entender a importância e quais os benefícios de estar inserido nesse contexto. Acompanhe este post e saiba mais!

O que é telemetria

Telemetria é uma tecnologia que permite a transmissão remota de dados, ou seja, por meio de recursos tecnológicos é possível medir, monitorar ou controlar determinado produto ou serviço.

De modo geral, a comunicação de dados é realizada através de sinais de rádio ou satélite e as informações são acessadas em tempo real, o que oferece eficiência, segurança operacional e pode até evitar penalidades, como é o caso da captação de água.  

Vamos a um exemplo: uma empresa perfuradora de poço é procurada por um cliente questionando como realizar o monitoramento do volume de captação de recursos hídricos, informação já requisitada por órgãos ambientais em todos os estados do Brasil. O que essa empresa pode fazer? Oferecer o serviço de telemetria de água e atender as necessidades desse cliente.

O que é telemetria de água

A telemetria de água é um serviço que tem crescente demanda, afinal, os órgãos ambientais estão cada vez mais empenhados em monitorar e fiscalizar o uso dos recursos hídricos. Neste caso, o usuário de obras de captação precisa monitorar dados como volume e nível, mas como fazer isso?

Manualmente é possível, mas é um processo lento, trabalhoso e que não oferece a segurança de uma aferição precisa. Já a telemetria de água é uma solução automática e que economiza dezenas de horas de trabalho. Veja os benefícios que um sistema de telemetria de recursos hídricos proporciona!

  • Aferição precisa: os sensores captam as informações e enviam para a central de monitoramento, o que torna o procedimento extremamente confiável;
  • Redução de custos: não é mais necessário dedicar horas da rotina de um profissional para realizar as medições manualmente;
  • Monitoramento 24 horas: os dados são informados em tempo real, dessa forma, é possível ter acesso às informações a qualquer momento e tomar decisões de maneira mais segura;
  • Registro da operação: os dados são registrados e informações retroativas ficam disponíveis a qualquer momento;  
  • Automatização de processos: com a automatização a segurança operacional aumenta e assim é possível minimizar perdas, agir rapidamente durante episódios de anomalias e até mesmo programar manutenções;
  • Gerenciamento remoto: é possível não somente acompanhar como também tomar ações de gerenciamento para a otimização da operação;
  • Alertas e notificações: ao detectar comportamento incomum, o sistema de telemetria pode enviar alertas para informar o que está acontecendo.

Aplicações

A telemetria de água pode ser utilizada em outras condições e não somente em poços artesianos. Alguns casos de aplicação dessa tecnologia são os poços piezométricos, represas, reservatórios, rios, estações elevatórias, captações superficiais, estações de tratamento, água de reuso para irrigação, entre outros.

Monitoramento e telemetria de água
Saiba como implementar um projeto de telemetria de água

Como fazer telemetria de água

Para implementar a telemetria de água é preciso contar basicamente com dispositivos instalados em campo, uma central de monitoramento e um sistema que trate e apresente os dados.  

Seguindo ainda o exemplo da empresa de perfuração que foi procurada por um cliente que deseja monitorar o seu poço artesiano, essa empresa terá que entender quais as necessidades do cliente e elaborar um projeto de telemetria de água. Por exemplo: se o cliente deseja monitorar nível, volume, vazão e temperatura, é necessário que sensores que detectam essas informações sejam instalados no poço para que a central de monitoramento capte esses dados e transmita para o sistema de monitoramento que gerará as informações em tempo real.

Mais um ponto importante na implementação é analisar a que condições a central de monitoramento estará submetida, ou seja, é um local aberto e que corre o risco do equipamento ser atingido por água da chuva? Então, o ideal é providenciar uma estrutura para abriga-lo.

Por último, mas não menos importante, se o projeto de telemetria a ser implementado funcionar através de tecnologia GPRS, é necessário averiguar quais operadoras atuam no local e realizar a melhor escolha.

Gostou de saber mais sobre telemetria de água e quer oferecer esse serviço? Nós, da G Hidro, podemos te ajudar! Entre em contato com um de nossos consultores!

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *