Resolução SS 65

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo juntamente ao Centro de Vigilância Sanitário e ao Sistema Único de Saúde (SUS) publicaram em abril de 2005 a Resolução SS 65. Esta resolução comunica os procedimentos e responsabilidades em relação aos processos de qualidade da água para consumo humano no estado. 

Apesar de vigorar há mais de 15 anos, constantemente nossa equipe se depara com dúvidas ou até mesmo profissionais em busca de otimização do processo de adequação à resolução. 

Por isso, hoje vamos falar sobre a Resolução SS 65 e apresentar uma nova forma de cumprir as exigências da Secretaria de Saúde Estadual. Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira! 

Resolução SS 65

O que diz a Resolução SS 65? Abaixo, um resumo dos principais pontos abordados na publicação no Diário Oficial do Estado: 

  • É dever e obrigação da Secretaria de Estado da Saúde promover e acompanhar a vigilância da qualidade da água para consumo humano em sua área de competência, em articulação com o nível municipal e os responsáveis pelo controle de qualidade da água; 
  • É dever e obrigação do responsável pela operação do sistema e/ou solução alternativa de abastecimento de água exercer o controle da qualidade da água de acordo com a Portaria MS 518/2004, ou diploma legal que vier a substituí-la;
  • É dever do usuário, construir e/ou manter, as instalações hidráulicas e sanitárias de seu imóvel em condições que garantam a manutenção da qualidade da água fornecida, bem como evitar o comprometimento da qualidade da água na rede de distribuição do sistema ou solução alternativa de abastecimento de água;

  • A autoridade sanitária municipal a seu critério e a qualquer tempo realizará inspeção nos sistemas e nas soluções alternativas de abastecimento de água de modo a avaliar o potencial de risco para a saúde pública, notificando os responsáveis pelos sistemas e soluções alternativas a sanar a(s) irregularidade(s) detectada(s);

  • A autoridade sanitária municipal deve solicitar aos responsáveis pelos sistemas e soluções alternativas de abastecimento de água a apresentação de dados sobre outros parâmetros de qualidade de água no caso de suspeita ou comprovação de presença de agentes físicos, químicos, biológicos e radioativos na saída do tratamento, na rede de distribuição ou no manancial; 
  • Ficam os sistemas de abastecimento de água obrigados a manter a concentração de íon fluoreto no intervalo 0,6 a 0,8 mg/L. Outros teores serão aceitos mediante comprovação do atendimento da Portaria 635/BSB de 26/12/75 e Resolução Estadual SS 250 de 26/04/1995, ou instrumento normativo que vier a substituí-las;
  • Para fins de determinação de trihalometanos (THM), na rede de distribuição, deverão ser eleitos como local de amostragem os pontos de consumo mais distantes da entrada da rede e/ou dos reservatórios de distribuição;
  • A Portaria SS 65 ainda diz que o não atendimento ao estabelecido na presente resolução, pelos responsáveis dos sistemas ou soluções alternativas de abastecimento de água, constitui infração sanitária, com sanções administrativas previstas em legislação específica.

Como atender a Resolução SS 65? 

Há algumas formas de atender os dispostos na Resolução Estadual SS 65, no entanto, com o avanço tecnológico, há por parte dos usuários e dos profissionais de recursos hídricos uma busca por ferramentas que auxiliem nesse processo. 

Pensando nisso, a G Hidro desenvolveu mais uma funcionalidade no seu já conhecido sistema de monitoramento de água, o Hidroview. 

Dessa forma, é possível coletar as informações em campo, inserir os dados no aplicativo ou sistema web Hidroview e assim ter dados e gráficos completos. Veja um exemplo das informações no aplicativo! 

Telas do aplicativo Hidroview apresentando o lançamento manual de dados exigidos na resolução SS 65
A plataforma online Hidroview recebe as informações inseridas manualmente e emite relatórios completos.

Como você pode ver, é muito simples! Além de uma maneira mais fácil de ter acesso aos dados, o Hidroview cria uma rotina mais organizada de coleta das informações, com isso é possível dizer tchau para planilhas e anotações em papel. 

O tempo utilizado na verificação e na elaboração de relatórios também é otimizado, já que o processo todo se torna mais digital e automatizado. Imagine a satisfação de ter acesso a dados tão importantes para a operação com apenas um clique? 

Para conhecer melhor o Hidroview e contar com essa tecnologia para atender a Resolução SS 65 e monitorar parâmetros como cloro, condutividade, pH, entre outros, entre em contato com nossa equipe agora mesmo! 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *